A escolha é feita na terra !

Ivanka2007

Ivanka é uma das três videntes que não têm mais as aparições diárias de Nossa Senhora.

Foi em 6 de maio de 1985, data em que recebeu o 10º segredo, que a Mãe Santíssima lhe disse que, a partir daquele momento, só lhe apareceria uma vez ao ano, por ocasião do aniversário das aparições: 25 de junho. No mês de dezembro daquele ano, Ivanka se casou com Raiko Elez e, em novembro de 1987, tiveram sua primeira filha, Kristina.

Durante a entrevista em que obtivemos o relato que transcrevemos a seguir, Kristina estava com sua mãe. Num certo momento, para ilustrar o que estava dizendo, Ivanka colocou suas mãos sobre os olhos de Kristina e disse: “O fato de a criança não ver sua mãe não significa que sua Mãe não a veja”. Obviamente ela se referia a nossa situação de filhos com relação a nossa Mãe do Céu. Ela acrescentou que, para conhecê-La, devemos abrir nossos corações e, por meio da fé, aceitá-La como nossa amorosa Mãe, que cuida de nós e que sempre está conosco. Ivanka leva uma vida simples, oculta, sem pretensões, humilde, sem nenhuma ostentação pessoal.  Contenta-se em deixar que as mensagens falem por si mesmas e procura vivê-las em obediência e fidelidade. Ela é uma pessoa calma, trabalhadora e tímida, mas sensível à fé dos outros. Ao mesmo tempo em que é muito bem humorada, transmite a paz que vive em seu interior.

Assim nos falou: “A Mãe Santíssima está aqui em Medjugorje convidando todos os povos do mundo para o caminho que Jesus nos indicou. Esse é o caminho que nos conduz ao Céu. Devemos sempre rezar pelo bem dos outros. Nossa Senhora nos pede que vivamos suas mensagens de paz, oração, penitência, jejum, conversão e reconciliação.

Nossa Mãe Santíssima é imensamente formosa. Sempre vem com seus anjos e, antes de sua chegada, aparece uma grande luz. Os anjos aparecem de forma corpórea, como bebês, e é possível tocá-los. Já os toquei e amo-os muito. Eles aparecem sempre acima de Nossa Senhora. Quando estou com Kristina em meus braços, penso neles e rezo a eles todos os dias.

  Quando Nossa Senhora aparece, está quase sempre vestida da mesma maneira. Mas,  por ocasião do Natal, usa sempre um vestido dourado, e nas mangas, bordados dourados em forma de círculos. É uma veste dourada e reluzente.

Às vezes, Ela aparece triste e reza por nós, desejando conduzir-nos à conversão. No entanto, nem todos no mundo estão prestando a devida atenção. Quando pecamos, ferimos a Santíssima Virgem, porque Ela sabe o quanto o pecado representa a nossa ruína. Ela nos ama tanto, que sua dor é imensa ao ver o quanto nossos pecados nos levam à destruição de nossas almas. É preciso que tenhamos em mente que a Santíssima Virgem verdadeiramente se preocupa conosco. Ela ama cada pessoa da terra. Somos todos seus filhos. Eu mesma experimentei seu amor. Sei, pelos anos que convivo com Nossa Senhora, o quanto e como nossa Mãe ama a cada um de nós. Nossa Senhora está preocupada com cada pessoa do mundo, porque como Mãe nossa, não deseja que a nenhum de seus filhos seja negada Sua presença na eternidade. Deseja que todos os filhos estejam um dia juntos com seu Filho Jesus. Ela quer que todos nós, seus filhos, gozemos da felicidade do Céu.

Deus ama a todos, mesmo os que pecam. Somos seus filhos. Ele nos enviou Jesus para redimir-nos do pecado. Deus perdoa todo pecador que pede seu perdão.

Vi o Purgatório e o Céu como se fosse num filme. Pedi a Nossa Senhora  para não me deixar ver o inferno. O Céu é muito bonito, belíssimo! Não vi casas, mas somente pessoas que possuíam corpos, e que usavam vestimentas de cor cinza. Mas não era isso que importava. Todos expressavam uma felicidade que não se pode explicar nem esquecer. Experimento essa felicidade quando estou com Nossa Senhora e quando rezo. Deus nos criou para o Céu. Experimentamos isso quando rezamos.

O Purgatório é todo sombrio. Eu não estava sonhando quando tive essas visões, mas como se estivesse vendo um filme. A visão do Céu e do Purgatório serve para alertar os seus filhos quais são os resultados de suas escolhas aqui na terra.

Nós nunca somos bons juízes de nossa santidade, mas somente Deus. Só Ele conhece nossos corações. Deus ama todos os fiéis do mundo inteiro. Sendo Ele o Criador, ama todas suas criaturas. Retribuímos a Deus esse amor, por meio de nossas orações e do amor que dedicamos ao nosso próximo. Quem ajuda aos outros, também os ama assim como Deus nos ama. Muitas vezes, encontramos pessoas melhores entre aqueles que pensam que não crêem, do que entre as pessoas que dizem crer. Muitos que dizem crer não rezam. Quanto mais rezamos, mais perto de Deus nos encontramos. Conhecemos a vontade de Deus por meio da oração. De acordo com a paz que trazem dentro de si, as pessoas têm conhecimento se estão ou não vivendo de acordo com a vontade de Deus. Se não sentem paz em seus corações, sabem que não estão vivendo corretamente. Os que fazem a vontade de Deus têm paz. Suas vidas se enchem de alegria e de contentamento, mesmo quando enfrentam grandes sofrimentos. Dessa forma, a prova para saber se estamos fazendo as coisas corretamente na terra é a intensidade da paz que sentimos.

Vi minha mãe nos início das aparições, quando fazia ainda pouco tempo de sua morte súbita. Sentia-me muito sozinha. Perguntei a Nossa Senhora se Ela sabia algo de minha mãe. A Virgem disse-me que sim e que minha mãe estava com Ela. Isso deixou-me muito feliz e perguntei-Lhe se poderia vê-la.

Desde a sua morte até agosto de 2000, eu a vi cinco vezes. A vez que mais me agradou foi quando minha mãe estava com Nossa Senhora. Ela veio a mim, abraçou-me, beijou-me e me disse: “Ivanka, estou muito orgulhosa de você!”

Seus beijos eram iguais aos que me dava quando estava aqui na terra. Eu a vi exatamente como ela era antes.  Seus cabelos, seu rosto, seus gestos, seu sorriso e sua aparência, eram iguais. Não estava vestida como aqui na terra. Usava vestido largo, de cor cinza.

Agora sei o que significa “a comunhão dos santos” que todos os dias rezo no Credo. Sei disso por meio de experiência pessoal. As graças que Nossa Senhora me concede são grandes. Sei que existe o Céu porque o vi. Sei que minha mãe está no Céu porque a vi pessoalmente cinco vezes desde a sua morte. Sei que, se obedecer a vontade de Deus e lhe for fiel, também irei para o Céu. Desejo Deus ardentemente. Nossa Senhora ensinou-me a rezar. Ela me conduz a Deus.

Estas são as últimas aparições de Nossa Senhora na terra.

Na aparição de 25 de junho de 1988, Nossa Senhora estava muito bonita. Naquela aparição, resplandecia ouro ao redor de seu vestido e de seu véu. De maneira particular, falou-me do terceiro e do quarto segredos, mas nada lhes posso dizer a respeito dos mesmos. Quanto aos segredos, nada há que nos possa aterrorizar, exceto desobedecer a vontade de Deus.

Durante a aparição de 25 de junho de 1989, falamos sobre o quinto e o sexto segredo. Nossa Senhora estava imensa-mente bela e novamente reluzia ouro nas bordas do seu vestido e do seu véu. Nossa Senhora deseja que rezemos mais, porque satanás quer apoderar-se de nossas vidas. Ele faz tudo que pode e usa de tudo para seduzir-nos, especialmente em nossa vida material. A Santíssima Virgem deseja que sigamos rezando e jejuando. Ela intercede diante de seu Filho por nós.

Nossa Senhora deseja que todos vivam suas mensagens, principalmente, a oração e o jejum. Precisamos jejuar para termos mais liberdade. O jejum nos liberta do apego às coisas. Nossa Senhora disse que, com a oração e o jejum, pode-se deter as guerras. O jejum nos dá liberdade para servir a Deus, a Nossa Senhora e aos nossos irmãos, pois nos possibilita deixar nossas preocupações e desejos.

Jejuamos a pão e água nas quartas e sextas-feiras. Comecei a jejuar porque Nossa Senhora me disse que o jejum faz deter as guerras.

Conheço não somente a minha própria vida, mas também o futuro do mundo. E conhecer o futuro do mundo me é um pesado fardo. Sei que devemos rezar e jejuar como pede a Santíssima Virgem. Levo minha vida normalmente. Não fico pensando o tempo todo sobre esses assuntos. Sempre que penso, procuro rezar mais e jejuar. Quando rezo e jejuo sinto paz. Nossa Senhora nos disse que nunca devemos nos deter nas coisas ruins. Ela nos disse que devemos sempre nos concentrar em Deus, em seu Amor por nós e no futuro que Ele preparou para nós no Céu.

Os peregrinos em nada nos atrapalham. Nossa Senhora disse-me que viriam pessoas de todas as partes do mundo. Ela nos pediu que os acolhêssemos em nossas casas como nós desejamos ser acolhidos. Relembrou-nos que, quando Ela e S. José foram a Belém, quando o Menino Jesus nasceu, ninguém ofereceu-lhes casa. Estamos sempre felizes em receber os peregrinos que chegam, porque eles muito amam a Deus, amam muito Nossa Senhora. Eles vêm aqui em busca de liberdade, em busca da verdade. Vêm à procura de Deus.

Rezo sempre e nunca me sinto cansada quando tenho muito o que fazer. Quando rezo, sinto muita paz. Meu momento favorito de oração é a Santa Missa, que é o centro de minha vida. Apraz-me, também, rezar na montanha. Rezo também em casa todos os dias o Rosário, com meu esposo e sua família. O Rosário é muito importante em minha vida, pois, quando o rezamos, também obedecemos a Nossa Senhora. Foi Ela Quem nos pediu para rezarmos em família. Nossa Senhora me disse que as famílias que rezam juntas têm paz.

O meu maior sofrimento está relacionado com os segredos. Nossa Senhora me falou sobre o futuro do mundo. Durante dois anos falou-me do futuro. A cada um dos videntes Ela fala de algo distinto. A mim Ela fala sobre o futuro do mundo, para Vicka Ela fala de sua própria vida. Nossa Senhora me contou tudo sobre o futuro. Tem coisas boas e coisas ruins. O importante é saber que Deus ama a cada um de nós. Todos somos seus filhos. O futuro é grande para uns e pequeno para outros. Deus não destrói o mundo, somos nós que o estamos destruindo. Não lhes posso falar sobre os segredos. Quando Nossa Senhora aparece a mim a cada ano, Ela fala comigo sobre os segredos e compartilha coisas comigo.

Todos nós teremos uma função a cumprir quando acontecerem os segredos. Isso faz parte do plano de Deus. Cada pessoa na terra será envolvida no acontecimento dos segredos. Deus nos chama a lhe sermos fiéis em todas as circunstâncias de nossa vida. Chama-nos a sermos fiéis à sua vontade. Por meio da oração sabemos se somos ou não fiéis.

Com relação aos segredos, recomendo-lhes que rezem, rezem sempre. Tratar de fazer o bem aos outros. Procurar viver as mensagens. Por favor, peçam às pessoas que levem isso a sério. Por favor, aceitem o grande dom que Deus nos oferece, façam o que a Santíssima Virgem pede a cada um. Dessa forma, terão grande paz e felicidade na terra, mesmo no sofrimento. Terão o Céu por toda a eternidade”.

Retirado do Eco de Medjugorje 194

Comentários Facebook

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *